quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Detran: deputado pede agilidade no concurso


Inicialmente, serão preenchidas 800 vagas, sendo 400 de forma imediata
O deputado estadual Paulo Ramos (PDT-RJ) se reuniu na última quarta-feira, dia 20 de fevereiro, com o presidente do Departamento de Trânsito do Estado do Rio de Janeiro (Detran-RJ), Fernando Avelino, para cobrar, entre outros pontos, celeridade na abertura do concurso para 800 vagas (400 imediatas) em cargos de nível médio.
O concurso foi anunciado no início do segundo semestre do anos passado, com previsão de edital em novembro. No entanto, a autarquia não divulgou o documento e nem passou informações mais precisas a respeito dos preparativos da seleção.
"Estamos alertando e cobrando  que o Detran realize a seleção logo. A autarquia precisa tomar atitudes e providências em relação ao concurso", disse o deputado Paulo Ramos, que não revelou detalhes da conversa com o presidente da autarquia, destacando apenas que o Detran está comprometido em abrir mais breve possível a seleção.
Para ele, um órgão tão importante como o Detran deveria ter em seus quadros apenas concursados. "No Detran, a necessidade de concurso é mais evidente, porque o departamento incorpora o poder de polícia, com fiscalização, emissão de documentos, entre outros tópicos importantes. E quem pode exercer essas funções é o servidor estatutário do estado ", destacou.
O deputado lembra que a autarquia éconhecida por possuir grande número de terceirizados. "É preciso substituir, de uma vez por todas, os terceirizados. E justamente por causa disso é queo departamento não pode ficar muito tempo sem realizar concurso."
Por conta disso, Paulo Ramos também explicou que, como houve apenas um concurso na história da autarquia destinado a cargos de nível médio (em 2009), os próprios funcionários reivindicam abertura de novas seleções. "Os servidores antigos se aposentam e não há uma transmissão de conhecimento. Por essa razão que oconcurso é fundamental", afirmou.
Segundo ele, quem acaba se prejudicando com essa demora na divulgação do edital são os que trabalham e os que desejam ingressar no Detran. "O serviço público da autarquia caiu de qualidade, o que é ruim para a sociedade.  Não é bom para ninguém", completou.
O Detran informou que continua em fase de licitação para escolha da organizadora. A Assessoria de Imprensa da autarquia disse, entretanto, que este processo deverá terminar em breve.
Serão contemplados os mesmos cargos da última seleção, realizada em 2000. Sendo assim, as oportunidades serão para a carreira d eassistente técnico, nas funções de assistente técnico administrativo, assistente técnico de identificação civil, assistente técnico de informática e assistente técnico de trânsito.
A autarquia irá contratar 800 aprovados neste concurso. Porém, a Secretaria Estadual de Planejamento e Gestão (SEPLAG) autorizou o preenchimento desse número de forma escalonada, sendo 400 em 2013, de forma imediata, e outras 400 em 2014.

O edital de 2009 serve como base de preparação. Na época, a avaliação dos candidatos foi feita por meio de uma prova objetiva, composta por 60 questões de múltipla escolha, sendo 10 sobre Língua Portuguesa, dez sobre Legislação de Trânsito. 10 sobre Noções de Informática e 30 sobre Conhecimentos Específicos. Para o cargo de assistente técnico em informática, foi incluído Inglês Técnico ao invés de Noções de Informática.
Os aprovados serão contratados sob o regime estatutário, que garante estabilidade empregatícia. A remuneração para todos os cargos será de R$1.814,01, sendo R$1.550,01 de salário inicial e R$ 264 de vale-refeição. O prazo de validade do concurso deverá ser de um ano, podendo ser prorrogado por igual período.


REPRODUÇÃO : FOLHA DIRIGIDA 

Um comentário:

  1. Amigo Deputado, é preciso cobrar também a revisão do nosso plano de Carreira, os salários são extremamente baixos, principalmente se comparados à outros órgãos do Estado, como DER, ITERJ, etc, muitos desses recebendo verba do próprio Detran, podendo assim remunerar melhor seus servidores, enquanto nós sofremos com o baixo salário.

    Os Servidores de Nível Superior da maior Autarquia do Estado não podem ganhar APENAS 2.583,35 bem como os de Nivel Médio não podem ganhar 1.550,01, enquanto diversos outros ganham muito acima utilizando dos nossos próprios recursos!

    É preciso rever a questão da 1ª progressão funcional que não é concedida, devido a um equivoco na nossa lei, nos fazendo esperar 6 anos para a primeira progressão, ao contrário dos 3 que seria o correto, de acordo com nossa tabela.

    É preciso rever também o Adicional de Qualificação que somos obrigados a esperar 6 anos após a entrada no órgão para, obrigatoriamente, pedir adicional utilizando algum curso de 90 horas realizado dentor do Detran, que corresponde a 5% do salário parcelado em 36x

    E só então, após 9 anos, é que podemos pedir o Adicional por formação acadêmica, Graduação, Pós, Mestrado e Doutorado, sendo novamente, o valor, parcelado em mensalmente por 3 anos.

    Assim, totaliza-se 12 anos de espera para receber um adicional legítimo que todos os outros órgão do estado pagam de forma imediata, tão logo o servidor comprove os requisistos!

    Precisamos urgentemente de ajuda Deputado!!!

    ResponderExcluir