sexta-feira, 9 de setembro de 2011

5º Congresso do PDT em Porto Alegre - Setembro de 2011

Tiro saiu pela culatra - A direção do PDT pretendia aplicar um golpe aproveitando o ambiente festivo do 5º Congresso Nacional e alterar o estatuto em seu favor para assegurar sua perpetuação no poder. Para tanto publicou sorrateiramente, no dia 12/8, mas com data do dia 1º, uma circular dando conhecimento restrito aos presidentes das comissões provisórias, por eles nomeados, que dirigem 2/3 das unidades da federação. A arrogância é tanta que nem tiveram o cuidado de fazê-lo em mãos para evitar o rastro e enviaram por email.
O que eles não esperavam era tamanha mobilização exatamente na direção oposta. A militância clama pela democracia interna e quer vê-los fora. DIRETAS Já que parecia ser apenas a proposta do MRLB (Movimento Revolucionário Leonel Brizola) e dos deputados Paulo Ramos e Wagner Montes para resolver o impasse no Rio de Janeiro, ganhou a adesão do deputado federal Brizola Neto, da deputada Estadual (RS) Juliana Brizola e do vereador Leonel Brizola no Congresso.


Deputado Paulo Ramos no Congresso





Nenhum comentário:

Postar um comentário