sexta-feira, 16 de setembro de 2011

ALERJ CRIA COMISSÃO PARA INVESTIGAR IRREGULARIDADES NO PORTO DO AÇU

Após audiência pública na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) sobre as desapropriações do Porto do Açu, a deputada estadual Clarissa Garotinho (PR) sugeriu a criação de uma comissão especial para acompanhar as obras na região. Também farão parte da comissão os parlamentares Marcelo Freixo (PSOL), Paulo Ramos (PDT), Zaqueu Teixeira (PT) e Janira Rocha (PSOL). Durante a audiência, os moradores de São João da Barra reclamaram do descaso e disseram que um protesto na região foi reprimido com violência pelo Batalhão de Choque da PM.

Para o deputado Paulo Ramos, os moradores estão sendo ignorados graças à relação estreita que o governador Sérgio Cabral mantém com Eike Batista: "Cabral assinou o decreto de desapropriação porque para ele é fácil. É amigo do Eike Batista. Viaja no aviãozinho dele".

Ainda de acordo com os moradores que serão desapropriados, o território em jogo é a maior área de preservação de restingas do país não foi feito qualquer estudo governamental sobre os impactos do Porto do Açu na economia agrícola local. Estima-se que 15 mil profissionais ligados ao setor alimentício ficarão desempregados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário