segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Cabral exonera de “mentirinha” Secretários para apoio na Alerj

O governador Sérgio Cabral, com receio de não contar com o apoio para a aprovação do projeto de lei que cria as Organizações Sociais, exonerou de seus cargos no governo os deputados Cristino Áureo, Carlos Minc, Felipe Peixoto e Rodrigo Neves. Os deputados vão se juntar à bancada governista para aprovação do projeto.
“É um absurdo que o governador trate a Assembléia Legislativa dessa maneira, como se não fosse um poder independente. É lamentável também que esses deputados se ponham a esse tipo de serviço. As OS fazem parte da privatização da Saúde, como quer o Sérgio Cabral”, afirmou o deputado Paulo Ramos (PDT)
Para o deputado, o governador deveria investir nos servidores públicos, estabelecer um plano de cargos e salários e contratar aqueles que prestaram concurso e nunca foram chamados:
“Cabral deve estar com medo da sua própria bancada, já que alguns deles estão contra esse projeto de privatização. Por isso, essa exoneração de mentirinha que vai durar só até sexta-feira. Um absurdo e espero que os servidores da Saúde venham até a Alerj para pressionarem os deputados a votarem contra essa monstruosidade”, afirmou Paulo Ramos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário