sábado, 11 de junho de 2011

PM vai ficar nos quartéis para esvaziar passeata dos bombeiros

O deputado Paulo Ramos (PDT) foi informado que o Comandante-geral da Polícia Militar, Mário Sérgio Duarte, cancelou todas as folgas dos policiais, que terão que ficar aquartelados neste domingo. O motivo é a passeata dos bombeiros, marcada para a orla de Copacabana e a determinação é para tentar esvaziar a manifestação.
“Obviamente, o comandante está obedecendo ordens do governador Sérgio Cabral, que desde o início se comporta muito mal em relação às justas reivindicações dos bombeiros”, afirmou o deputado.

Um comentário:

  1. Por que o ato dos bombeiros cria um precedente perigoso

    Os bombeiros assim como qualquer categoria têm o direito de pedir melhoria salarial, ocorre que por servirem junto com a PM, sob regime militar, lhes é vetado o direto à greve. Nos últimos dias o que tenho visto no Rio é um circo. Uma categoria que vem sendo “doutrinada” por políticos faz meses, chega ao ponto de rasgar sua lei militar, invadir um quartel, ocupar e inutilizar viaturas.
    Ora, isso é inadmissível em um estado de direito. Imaginemos se médicos decidem fazer greve, invadir hospitais, furar pneu das ambulâncias e trancar as portas; E se um dia policiais em greve ocuparem os presídios e ameaçarem soltar os presos? Não obstante, teríamos ainda a possibilidade de Soldados do exército em greve, colocarem tanques para obstruir vias. Pergunto: Onde a sociedade vai parar? É esse o precedente que a sociedade deseja abrir com os bombeiros?
    Para que não corramos esse risco há uma legislação militar que rege as FFA, Bombeiros e a PM. Independente de qualquer pleito salarial, ela tem de ser respeitada. No momento em que a sociedade permitir que essa lei seja ignorada, estará pondo em risco sua própria ordem.

    ResponderExcluir