terça-feira, 21 de junho de 2011

Paulo Ramos consegue requerimento para a CPI contra violência a bombeiros

Com o apoio de 24 deputados estaduais, o deputado Paulo Ramos (PDT) conseguiu nesta terça-feira o número necessário de assinaturas para o seu requerimento criando a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar as denúncias de ilegalidades, violências e agressões ocorridas quando da prisão de bombeiros militares no Quartel Central da Corporação, no último dia 3.
A CPI vai apurar também a responsabilidade sobre os danos causados ao patrimônio público “decorrentes da forma como foi desencadeada a inusitada repressão”, segundo o requerimento.
Também são autores do pedido de CPI os deputados Luiz Paulo e Comte Bittencourt. Para Paulo Ramos, a ordem de invasão do quartel foi um ato arbitrário do governador Sérgio Cabral:
“Os bombeiros estavam com suas famílias, o que comprova que estavam lá de forma pacífica. Nada justifica o emprego da força, inclusive com soldados do Bope, contra integrantes de uma corporação que luta por melhores condições de vida e salário digno. O governo do estado foi intransigente e arbitrário ao mandar invadir e prender os bombeiros”, afirmou Paulo Ramos
Para o deputado, houve ilegalidade também na prisão, já que a ordem partiu de um comandante da PM, quando os bombeiros teriam que ouvir do seu próprio comandante que estavam presos.
“Foi uma cadeia de ilegalidades e absurdos, que esta CPI vai investigar e pedir punições, se for o caso”, finalizou o deputado do PDT.

Nenhum comentário:

Postar um comentário