terça-feira, 3 de maio de 2011

Minha solidariedade aos companheiros do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar

Quero manifestar a minha mais completa solidariedade aos companheiros do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar que estão agora fazendo uma manifestação pública por melhores salários no Largo do Machado.

Lamentavelmente o Governo do Estado ao invés de mandar representantes para conversar com aquela parcela da tropa, mandou o Batalhão de Choque. A reivindicação é justa porque a remuneração dos militares estaduais, assim como a de quase todos os setores da administração pública, a remuneração está completamente achatada. Não é possível que, sendo o Estado do Rio de Janeiro a segunda economia dentre todas as demais unidades da Federação, aqui os militares estaduais, reitero, como de resto parcelas expressivas dos servidores públicos, recebem o correspondente a penúltima ou última remuneração entre todos os seus pares pelo Brasil afora. Minha solidariedade, portanto, aos bombeiros militares que não podem continuar sendo alvos de perseguição: transferências para longe, a descaracterização da atividade. A irresponsabilidade mais completa do comandante do Corpo de Bombeiros que transfere os que trabalham no Salvamar, protegendo a população, atendendo a população, em ocorrências as mais diversas, inclusive afogamentos, para unidades da Baixada Fluminense. Que em função das manifestações o comando abra inquérito policial-militar para apurar responsabilidades por ilícitos ou por transgressões que são da responsabilidade do Governo e do próprio comando.