quarta-feira, 25 de maio de 2011

CPI recebe garantia que diretor da CBF irá depor


A CPI que investiga as possíveis vendas ilegais de terrenos e lotes na região da Barra da Tijuca recebeu ontem a garantia do presidente da CBF, Ricardo Teixeira, que o vice presidente jurídico da entidade, Carlos Eugênio |Lopes, irá comparecer na próxima sessão de primeiro de junho. A CPI quer ouvir o dirigente a respeito da compra, pela CBF, de um terreno em Vargem Grande, onde ficará o centro de treinamento da seleção brasileira, um museu do futebol e a sede da entidade.

Carlos Eugênio deveria ter dado seu depoimento nesta quarta-feira à CPI, mas se recusou a comparecer. Para o presidente da CPI, deputado Paulo Ramos (PDT), a garantia do presidente da CBF mostra a boa vontade da entidade.

A CPI ouviu nesta quarta-feira o tabelião do primeiro ofício de notas, Geraldo Mendonça. Ele deu, segundo Paulo Ramos, importantes esclarecimentos sobre o funcionamento dos cartórios, que vão ajudar a CPI a esclarecer a grande confusão jurídica em torno dos terrenos na Região Oeste:

“Vamos levantar todos os registros de vendas de terrenos naquela região, que foram registrados no nono ofício de notas, que passou a maior parte das escrituras”, afirmou o deputado.



Nenhum comentário:

Postar um comentário