sexta-feira, 15 de abril de 2011

MST recebe homenagem na Alerj

O deputado Paulo Ramos entrega a medalha Tiradentes a Marina dos Santos
dirigente nacional do MST.

Trabalhadores rurais vindos de diversos acampamentos e assentamentos lotaram o plenário da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro na manhã desta quinta-feira. Desta vez não foram tratados como invasores mas como convidados. Foram receber das mãos do deputado Paulo Ramos a medalha Tiradentes concedida ao MST, umas das mais importantes honrarias entregues pelo poder público a pessoas e instituições.

A cerimônia, iniciada às 10h, contou com a presença de alguns dos mais importantes defensores dos movimentos sociais. Além do deputado Paulo Ramos, participaram da solenidade os dirigentes dos sindicatos dos petroleiros, Emanuel Cancella, e dos economistas, Sidney Pascoutto, o cônsul da Venezuela no Rio, Edgar Gonzalez Marin, a atriz da companhia Ensaio Aberto, Tuca Moraes, o jurista Miguel Baldez, e os deputados Robson Leite, Gilberto Palmares e Inês Pandeló, todos do PT, além da dirigente nacional do MST Marina dos Santos. Os deputados Marcelo Freixo (PSOL) e Jânio Mendes (PDT) também prestigiaram o evento.

Para o deputado Paulo Ramos, proponente da homenagem, a medalha Tiradentes tem uma grande importância simbólica, “pois neste momento vários povos da América do Sul estão enfrentando o capitalismo”. Ao final da cerimônia, o MST e dezenas de entidades presentes fizeram um ato público nas escadarias da Alerj e caminharam até a sede do Incra, na Av. Presidente Vargas, para lembrar a sociedade os 15 anos do massacre de Eldorado dos Carajás, no Pará.