quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Viagem de metrô fica mais cara

Pesando no bolso do trabalhador
O reajuste foi baseado no acumulado de 12 meses do IGP-M, índice da inflação medido pela Fundação Getúlio Vargas, usado para corrigir tarifas públicas. Esse reajuste está previsto anualmente no contrato de concessão com o Metrô Rio. O índice desse ano foi positivo por causa do aumento da renda e do consumo. Ano passado, como foi negativo, o preço do bilhete não foi alterado.