quinta-feira, 17 de junho de 2010

16/06/2010 - A Comissão de Trabalho da Alerj, presidida pelo deputado Paulo Ramos (PDT), realizou uma audiência pública para tratar da situação dos funcionários da Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz)


Os funcionários administrativos da Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz) solicitaram ao Governo estadual o cumprimento da promessa de incluir a categoria no pagamento da prestação pecuniária eventual (PPE) e de atualizar a Retribuição Especial de Trabalho da Administração Fazendária, a Retaf.

Os trabalhadores estão preocupados, pois, em virtude da legislação eleitoral, o Poder Executivo tem apenas até o próximo dia 30 para encaminhar uma mensagem à Assembleia Legislativa do Rio contemplando a categoria.
"Nossa audiência pública registrou com toda clareza o sentimento de indignação dos fazendários, que estão até pensando em entrar em greve. Houve um compromisso de enviar a mensagem até o dia 10 de junho para estender a esses profissionais a PPE, que é uma participação nos resultados da receita, nos mesmos moldes da concessão feita aos auditores fiscais.
O Governo, porém, não cumpriu o acordo”, lamentou o presidente da Comissão de Trabalho, Legislação Social e Seguridade Social da Alerj, deputado Paulo Ramos (PDT), durante a audiência desta quarta-feira (16/06).Ouça o deputado Paulo Ramos, fonte ALERJ: http://www.radiopauloramos.net/16-06-2010-audiencia-publica-para-tratar-da-situacao-dos-funcionarios-da-secretaria-de-estado-de-fazenda.php
No caso de a categoria optar por uma greve, quatro mil funcionários da Sefaz podem parar de trabalhar. Segundo o Sindicato dos Fazendários do Estado do Rio (Sinfazerj), a Retaf é uma garantia prevista na Lei 1.650/90 para funcionários fazendários e auditores fiscais, mas a retribuição está há três anos (2007,2008 e 2009) sem sofrer reajuste.
“Nós reivindicamos um aumento de 14,1% na Retaf”, explicou o presidente do Sinfazerj, Marcelo Cozzolino. “Só queremos que o Governo atualize a Retaf, cumpra a lei e encaminhe a proposta estendendo a PPE para os funcionários administrativos da Fazenda, concursados e do quadro permanente da Sefaz", complementou Cozzolino, chamando a atenção para a data de 30 de junho para a solução do problema.(Texto de Raoni Alves)


A Comissão de Trabalho da Alerj, presidida pelo deputado Paulo Ramos (PDT), realizou uma audiência pública para tratar da situação dos funcionários da Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz)


O deputado Pulo Ramos (PDT) presidiu a audiência sobre os funcionários da Secretaria de Estado de Fazenda




O presidente do sindicato dos fazendários, Marcelo Cozzolino, anunciou que, se até o dia 30/06 o governo não aceitar as revindicações os fazendários entrarão em greve

Nenhum comentário:

Postar um comentário