segunda-feira, 31 de maio de 2010

27/04/2010 - Deputado Paulo Ramos defende PEC 300

O pronuncimento foi realizado ontem (27/4), no plenário da Alerj. O líder do PDT disse que a remuneração propriciada pela aprovação da emenda constitucional significará necessária melhoria das condições de vida de policiais e bombeiros militares. Ramos assinalou a grande mobilização que alcança a categoria no país inteiro. "Nunca houve mobilização igual em nenhuma categoria profissional como esta dos policiais militares e bombeiros militares", afirmou. Leia a íntegra do discurso.

O SR. PAULO RAMOS – Sr. Presidente, Sras. e Srs. Deputados, hoje lá em Brasília policiais militares e bombeiros militares de todo o Brasil estão fazendo uma grande manifestação na tentativa de sensibilizar deputados e senadores em relação à votação da PEC-300. Não é possível que tanta expectativa tenha sido suscitada, tanta mobilização em todas as unidades da Federação e agora tudo possa caminhar para uma grande frustração.

A PEC-300 representa a possibilidade de reconhecimento dos serviços prestados por policiais e bombeiros militares de todo o Brasil e prevê a equiparação da remuneração, deferida aos policiais e bombeiros militares do Distrito Federal, a todos os policias e bombeiros militares de todo o País.

De nada adianta proclamar que a segurança pública é uma das prioridades em todas as regiões do país, de nada adianta elogiar os profissionais do setor pelos bons serviços prestados. Há necessidade da efetivação de realizações concretas porque não é possível exigir de quem não tem segurança e não pode sequer promover a segurança de sua família que venha promover a segurança de toda a população.

Estamos aqui, Sra. Presidente, com uma representação da banda de música da Polícia Militar. São policiais militares que vêm aqui para abrilhantar mais uma Sessão Solene que se realizará nesta Casa. E eu, quando vejo representantes da banda de música, me lembro da minha vida na Policia Militar especialmente a partir do ano de 1967, quando, em estando em uma das unidades do Regimento Caetano de Faria, eu ia ao nosso auditório para assistir aos ensaios da banda, que na verdade não era uma banda, mas uma orquestra sinfônica. E aprendi a compreender o valor do nosso corpo de músicos para a integração da Polícia Militar com a sociedade.

Neste minuto final, venho aqui manifestar a minha solidariedade aos policiais militares e bombeiros militares que estão lá em Brasília representando um contingente tão grande de profissionais da segurança pública. Venho tentar mandar, deste plenário, uma mensagem para os Deputados Federais e Senadores: que não apenas elogiem, mas que concretizem essa reivindicação.

Não é fácil. No Brasil inteiro, nunca houve mobilização igual em nenhuma categoria profissional como esta dos policiais militares e bombeiros militares, que acreditaram nessa possibilidade, que sonham com melhores salários e começam a perceber que com o passar do tempo a esperança está a se esvair.

O ano é eleitoral e a partir de um determinado período nada poderá ser mais votado que represente benefício para os servidores públicos.

Sra. Presidente, eu, do meu gabinete, com o meu mandato, tenho me comunicado com todos os representantes do povo do Estado do Rio de Janeiro, todos os Deputados Federais e todos os Senadores. Como tive a oportunidade de permanecer oito anos como Deputado Federal, ainda procuro uma interlocução com aqueles com os quais convivi e que continuam lá no exercício do mandato, na tentativa de, pelo menos, dar uma contribuição para que esse anseio seja concretizado.

De qualquer maneira, não é possível, a frustração vai ser muito grande. São profissionais da segurança pública que cumprem escalas as mais escorchantes, que em situações excepcionais se desdobram voluntariamente para atender a população. Acreditaram no Congresso Nacional, acreditaram na aprovação da PEC 300 para que possam ter melhores condições de vida, para que proporcionem também mais segurança à população. Esperamos que a PEC 300 seja o mais rapidamente votada e aprovada, para que policiais militares e bombeiros possam viver com mais dignidade.

Muito obrigado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário